Arquitetando Estilos

Alimentação na Prevenção do Câncer

De acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer), 3 a 4 milhões de casos de câncer no mundo poderiam ser evitados apenas com mudança na alimentação. Isso significa que nossos hábitos de vida estão intimamente relacionados com o aparecimento da doença. Os casos hereditários de câncer, como o da atriz Angelina Jolie, correspondem apenas a 10% da incidência da doença. Os outros 90% são casos esporádicos, decorrentes de fatores como o hábito de fumar, consumir bebidas alcoólicas, exposição ao sol, obesidade, sedentarismo, contato com certos tipos de vírus (HPV, por exemplo), bactérias, parasitas e substancias carcinogênicas.

cigarro causa câncer

“A alimentação e a nutrição inadequadas são responsáveis por até 20% dos casos de câncer nos países em desenvolvimento, como o Brasil, e por aproximadamente 35% das mortes por essa doença”, afirmou Thainá Malhão, nutricionista da Unidade Técnica de Alimentação, Nutrição e Câncer do Inca.

“Acredita-se que uma dieta adequada, com mais alimentos protetores (frutas, legumes, verduras, feijões e outros grãos, sementes e castanhas) e menos alimentos que aumentam o risco (frios à base de carne, produtos alimentícios industrializados prontos para consumir ou aquecer e bebidas açucaradas) possa prevenir de 3 a 4 milhões de casos novos da doença a cada ano no mundo. Ou seja, para cada 100 pessoas com câncer, 33 casos poderiam ser prevenidos”, complementa Thainá.

frutas-ajudam-a-prevenir-câncer

Entre as dicas do Inca, está evitar produtos defumados e churrascos, pois estes alimentos são impregnados pelo alcatrão proveniente da fumaça do carvão, o mesmo encontrado na fumaça do cigarro e que tem ação carcinogênica. O ideal é preferir carnes assadas, cozidas ou ensopadas.

Ademar Lopes afirma que os cânceres do intestino grosso estão relacionados a uma dieta pobre em fibras. A baixa ingestão de fibras faz com que o ritmo intestinal fique lento, favorecendo a exposição prolongada da mucosa aos agentes cancerígenos encontrados no conteúdo intestinal. Além disso, a expectativa de vida mais longa faz com que as pessoas fiquem expostas mais tempo aos agentes causadores de câncer, daí a importância de manter hábitos saudáveis. E também de fazer exames preventivos rotineiramente. “O diagnóstico precoce ajuda na cura de até 90% dos cânceres em estágio inicial”, afirma.

alimentos que ajudam a prevenir o câncer - salada

Em relação a estudos que mostram que um alimento X ou Y tem capacidade para evitar a doença, deve-se ficar atento. “Nenhuma substância natural tem poderes mágicos isolados. Apesar dos alimentos in natura, como frutas, legumes, verduras, sementes, castanhas, feijões e outros grãos, possuírem substâncias que protegem nosso corpo, um ou outro consumido de forma isolada não é suficiente para evitar a doença”, explicou o nutricionista Fabio Gomes, também do Inca.

alimentos-antioxidantes-previnem-câncer

Confira abaixo 12 recomendações do Inca sobre alimentação, nutrição, atividade física para prevenção de câncer:

1)  Manter o peso corporal adequado é uma das principais formas de prevenir o câncer.

2) Experimente atividades físicas como parte da rotina diária, começando por aquelas que lhe dêem prazer, como caminhar, andar de bicicleta, dançar, nadar, dentre tantas outras. Quanto mais se movimenta o corpo, mais protegido estará contra o câncer!

3) Frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, sementes e castanhas protegem contra o câncer, fortalecendo nosso sistema imunológico e ajudando a regularizar o funcionamento do intestino. Faça deles a base da sua alimentação!

4) Procure diminuir os alimentos e bebidas com alto teor calórico, do tipo fast-food e industrializados, pois eles promovem excesso de peso e obesidade que aumentam a chance de desenvolver câncer.

5) Carnes vermelhas como de boi, porco, cordeiro e cabra podem causar câncer se consumidos em grande quantidade. Portanto, o seu consumo deve ser limitado a menos de 500 g por semana.

6) As carnes (brancas e vermelhas) fritas, grelhadas, defumadas ou preparadas como churrasco podem aumentar a chance de desenvolver câncer. As melhores formas de preparo das carnes são assadas, cozidas e ensopadas. Resgate o prazer de cozinhar para estimular uma alimentação saudável!

7) O excesso de sal e alimentos com conservantes, como carnes salgadas e defumadas, alimentos industrializados prontos para consumo e frios à base de carne (ex. mortadelas, presuntos, peito de peru, salsichas e linguiças) devem ser evitados.

8) Bebidas alcoólicas favorecem a formação de câncer, por isso é recomendado que não sejam consumidas.

9) O uso de suplementos alimentares, como cápsulas com vitaminas e minerais, sem recomendação profissional pode ser perigoso para a saúde. Para a população em geral, uma alimentação saudável é suficiente para proteger contra o câncer.

10) O consumo frequente de adoçantes artificiais adicionados a bebidas e alimentos ou presentes em produtos light , diet ou zero, pode causar algumas doenças como o câncer.

11) Os agrotóxicos utilizados na produção da maioria dos alimentos no Brasil causam danos à saúde do produtor rural e do consumidor. Sempre que possível, dê preferência aos alimentos orgânicos!

12) Amamentação protege as mães do câncer de mama e os bebês do sobrepeso e da obesidade. A criança deve receber somente o leite materno até os 6 meses. A partir de então deve receber a alimentação complementar saudável mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais.

frutas-vegetais-grãos-previnem-câncer

Marja Antonello

Sobre Marja Antonello

Nutricionista com especialização em Nutrição Funcional. Cascavel - PR.

Visite meu site
Todos os posts

Posts Aleatórios

Marja AntonelloAlimentação na Prevenção do Câncer

Related Posts

Deixe uma resposta