Comportamento

O namoro acabou e não sei mais quem sou!

Olá queridx leitorx! Se você se interessou pelo título deste texto e decidiu lê-lo, provavelmente já passou por uma situação parecida ou conhece alguém que já vivenciou; ou então, começou a perceber que não se reconhece mais (não sabe exatamente do que gosta), mesmo namorando. Mas hoje, vou focar nas duas primeiras hipóteses, ok?!

Thays BonattoO namoro acabou e não sei mais quem sou!
Leia Mais...

Por que o autocontrole é importante?

Olá leitores! Mês passado avaliei uma criança com comprometimento nas funções executivas, e quando realizei a devolutiva da avaliação para os pais, expliquei a importância deste domínio cognitivo. Após a devolutiva, fiquei pensando que muitas pessoas apresentam certo comprometimento das funções executivas e nem sabem. Beleza Thays, mas o que são as funções executivas? São um conjunto de processos cognitivos que, de forma integrada, permite ao indivíduo orientar comportamentos às metas, avaliar a eficiência e a adequação desses comportamentos, abandonar estratégias menos eficientes em prol da mais adequada e, desse modo, resolver problemas em curto, médio e longo prazo.

Thays BonattoPor que o autocontrole é importante?
Leia Mais...

Você sabe quem você é ou você atua o tempo todo?

Se eu começasse o texto escrevendo que cada um de nós usa algumas máscaras no dia a dia, o que você pensaria? Talvez, que eu estivesse recriminando a atitude ao considerar que não somos verdadeiros, já que tendemos a associar máscara a falsidade, mentira, enganação. Mas isso não poderia estar mais distante da verdade. Afinal, cada um de nós usa mesmo máscaras sociais e isso é natural, não faz de ninguém vilão. O vilão é o “amigo” que se faz de amigo, a pessoa que te desrespeita, um desafeto que se aproxima para tentar apagar seu brilho, etc. O nome disso é ausência de caráter e não “máscaras sociais”.

Thays BonattoVocê sabe quem você é ou você atua o tempo todo?
Leia Mais...

Somos instantes…

Olá leitores! Hoje quero propor uma reflexão a vocês. Semana passada recebi uma música através do WhatsApp que me fez refletir muito sobre o quão efêmero somos. E o quanto a rotina não nos permite essa percepção, e pior: quando percebemos, sentimos, nos expressamos, mas na hora de executar uma atitude diferenciada… a prioridade volta a ser a anterior (muitas vezes o trabalho).

Thays BonattoSomos instantes…
Leia Mais...

“Mas assim eu vou frustrar meu filho…”

Como ontem foi o dia das crianças, seguirei a mesma linha do ano passado (texto AQUI) e escreverei sobre os pequenos. Ou melhor, sobre o processo de educação deles. Muitos pais na tentativa de proporcionar o melhor para os seus filhos, acabam se perdendo no estabelecimento dos limites e restrições, e com isso surge um ciclo de urgências diante de tantas satisfações imediatas.

Thays Bonatto“Mas assim eu vou frustrar meu filho…”
Leia Mais...

“Ahh, que feio ficar com raiva!”

Quem nunca disse ou até mesmo ouviu a frase do título que atire a primeira FLOR! Aí eu te pergunto: É realmente feio sentir raiva? É claro que o excesso de manifestações raivosas assusta e, com frequência, é interpretado como parte de um temperamento descontrolado. Porém, excessos à parte, a raiva não é bem compreendida…

Thays Bonatto“Ahh, que feio ficar com raiva!”
Leia Mais...

Traição

Tentei pensar em diversos títulos para este texto. Até consegui formular alguns da qual me agradaram, mas conforme fui escrevendo sobre o assunto, percebi que eu poderia colocar qualquer complemento em forma de palavras no título, que o foco estaria apenas em uma: TRAIÇÃO. Decidi deixa-la sozinha.

Adriana VisioliTraição
Leia Mais...