Arquitetando Estilos

Distúrbios comportamentais em animais

Ter um animal de estimação parece ser fácil. Imaginamos que eles apenas precisam de ração, água, um banho na semana, fazer as vacinas e vermífugo e tudo certo! Porém a realidade é outra. Da mesma forma que nós eles também necessitam de horas de lazer, amor, carinho, beijos, brincadeiras, passeios, eles também sentem estresses, medo, tristeza e sofrem com a perda.

Gatinho

Hoje vejo muitas pessoas adquirindo animais de estimação para substituir algo que ainda não tem, ou perderam, ou até mesmo para dar aos filhos como forma de distração e brinquedo, esquecendo que trabalhamos e passamos boa parte do tempo fora e muitos desses animais ficam em casa sozinhos, presos em cômodos pequenos ou em canis. Quando chegamos do nosso serviço o que eles mais querem é a nossa atenção, e nós pelo nosso cansaço queremos chegar em casa por as pernas para cima e descansar. Alguns animais não se acostumam com presença de crianças, pois algumas não sabem diferenciar quando eles não querem mais brincar, outras crianças por serem muito pequenas não entendem que não pode puxar o rabo, os pelos, as orelhas, colocar o dedo dentro dos olhos. Claro que existem exceções de crianças que já entendem que certas coisas não podem ser feitas a eles, gerando um sofrimento no bichinho de estimação quando a criança vai para a escola e seu companheiro de brincadeiras ainda não chegou.

Acompanho na clínica médica de pequenos animais muitos proprietários procurando ajuda e tendo como queixa que seu animal de estimação está apresentando comportamentos diferentes dos habituais. A pergunta que eu faço é:

♦ Que tipo de comportamento ele vem apresentando?

♦ Você mudou algo em sua rotina?

♦ Quanto tempo você fica fora de casa?

♦ Mora em apartamento ou casa? Se mora em casa seu quintal é grande? Onde seu animal passa a maior parte do tempo?

♦ Você leva seu animal de estimação passear ou brincar?

♦ Teve a introdução de um novo membro na família ou outro animal de estimação?

♦ Tem crianças em casa? O animal gosta de crianças?

♦ Teve a perda de algum ente querido que este animal ficava mais tempo junto?

Todas as mudanças que ocorrem em nosso cotidiano podem de alguma forma refletir em distúrbios comportamentais em animais, sendo gerados devido ao estresse que o mesmo é submetido.

Distúrbios comportamentais em animais

Os sinais clínicos mais observados são:

  • Lambeduras compulsivas em algum lugar especifico de seu corpo, como exemplo as patas:
  • Automutilação;
  • Ficar andando em um mesmo cômodo da casa várias vezes ao dia;
  • Defecar e urinar em locais que não eram de seu costume como em cima do sofá;
  • Destruir objetos;
  • Comer objetos estranhos;
  • E até mesmo, agressão ao próprio dono.

Dependendo de cada caso algumas medidas em casa devem ser tomadas ajudando no tratamento do animal, em outros mais avançados é necessário a introdução de medicamentos ansiolíticos ou antidepressivos no tratamento.

Para ver seu animal de estimação bem e feliz procure passear mais vezes ao dia com ele, compre brinquedos recreativos que os distraia enquanto você não está em casa, não deixe ele preso em locais muito pequenos várias horas do dia, se têm crianças imponha limites em certas brincadeiras, nem todos os animais gostam de ser perturbados o tempo todo, se ocorreu a perda de alguém dê mais atenção a ele, se um novo animal foi introduzido no lar mostre a ele que os dois são importantes e que terão o mesmo carinho. Hoje existem até Pet Creches para animais de estimação onde eles passam o dia brincando e se distraindo.

petcreche-horz

Evite que seu animalzinho seja dependente de medicações, pois ele têm você e necessita de sua atenção! Lembre-se que para ele você é o melhor remédio!

Eduarda Mansour

Sobre Eduarda Mansour

Médica Veterinária pós graduada em Clínica médica e cirúrgica de pequenos animais.
Cascavel - PR.

Todos os posts

Posts Aleatórios

Eduarda MansourDistúrbios comportamentais em animais

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *