Arquitetando Estilos

Loja, Lojinha, Lojão!

Tudo bom humanos!?

Aqui pelo sul já está tendo aquele frio lascado que me deixa com vontade de hibernar. O único empecilho é que eu nasci na classe social errada e tenho que ralar meu corpinho roliço porque os boletos não param.

Então, nessa vibe gastar menos para poder dormir mais… vamos aproveitar e pensar em como economizar?

Viajar para o Paraguai, fazer umas comprinhas  é sempre um programa ótimo. Por exemplo, um painel de LED de sobrepor de 18W no Brasil custa (fora de promoções) R$ 79,90 no Paraguay custa R$ 38,15.

iphone7-gallery1-201703

Já um telefone de maçã, Iphone 7 128GB Mate Red no quintal do Temer custa R$ 3.431,12 no jardim do Horácio compramos o mesmo produto por R$ 2.520,00.

Sim, é uma excelente ideia.

E caso seja um passeio de família, tem muitas atrações turísticas por aqui também. Mês que vem falamos disso.

Entretanto sair comprando coisas pelo país vizinho pode não ser tão prazeroso caso você tropece em alguma loja que te venda gato por lebre. E infelizmente não são poucas que tem essa conduta.

Ao contrário do que parece óbvio, uma loja grande não te garante qualidade e confiabilidade. Esse é um dos motivos pelo qual o serviço de personal shopper não funciona na fronteira. Quando se consegue esse tipo de serviço geralmente o “profissional” leva o turista em lojas que pagam comissões e as lojas que precisam disso são as que não conseguem sobreviver no mercado por idoniedade.

Muito comum são as pessoas na rua que se oferecem para guiar ou levar você até alguma loja, até jalecos de uniforme eles usam – não caiam nessa. Eles vão te levar pra cilada.

selo-bino-de-cilada

Com uma pesquisa rápida vocês já saberão os nomes das principais empresas confiáveis mas é necessário ficar atento, o ser humano é incrivelmente cara de pau e por exemplo, se o “Arquitetando Estilos” fosse uma loja tradicional e famosa em Ciudad Del Este, surgiriam algumas genéricas, como “Arquiteto de Estilos” ou “Arquitetando seu Estilo” pois essa tem se tornado uma prática recorrente, o uso de nome e identidade visual parecida.

Não importa o tamanho da loja, se é uma lojinha ou um lojão, faça sua lição de casa antes e confira tudo que comprar na hora da retirada – mesmo em lojas tradicionais e acima de suspeita, erros podem acontecer.

No meu blog, tem o link no final da matéria, eu falo de lojas confiáveis, de dicas de produtos e serviços, baseados somente em confiabilidade.

Posts Aleatórios

Lelo AzuosLoja, Lojinha, Lojão!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *