Arquitetando Estilos

PIZZAS, FOCACCIAS E TORTAS SALGADAS

Pizzas, focaccias, tortas salgadas, três preparações diferentes, mas que tem a mesma origem histórica. Inicialmente eram todas focaccias e consumidas como pão, às vezes recheadas com queijo, frutas, mel, carne e peixe.

Durante toda a história da civilização, há registros de um pão redondo ou retangular, assado dobre uma pedra ou em um forno, condimentado com azeite, vinho ou leite. Inicialmente era feito com uma farinha rústica, de cereais como fava, cevada e farro (cevada descascada). Por volta do século 4 a.C., o trigo começou a fazer parte dos ingredientes, modificando o sabor e a cor melhorando o resultado da massa.

A FOCACCIA era o pão consumido naquela época, considerado o alimento mais preciso para o homem. Na Mesopotâmia (hoje Iraque e terras próximas), em 1200 a.C., nas celebrações religiosas era oferecida uma focaccia ao deus Ningursu, junto com carne de boi, de ovelha, cerveja e vinho. Na Roma antiga, durante a cerimônia nupcial, os noivos ofereciam ao deus Júpiter uma focaccia doce para receberem a bênção. No Egito, os aniversários dos faraós eram celebrados com um pão em formato de um disco fino, condimentado com ervas. Na Bíblia, um pão semelhante à focaccia era oferecia aos hóspedes como símbolo de boa acolhida.

Surge o primeiro fermento feito com massa ácida, obtido de um pedaço de massa feita na noite anterior que foi deixada azedar. Esse novo ingrediente tornou a focaccia muito mais leve e suave. Por volta de 1500 a.C., além dessa massa azeda, utilizava-se também um tipo de levedura líquida proveniente da espuma da cerveja durante o seu processo de fermentação.

focaccia

As TORTAS SALGADAS eram preparações de prestígio, sempre presentes nas refeições importantes. No século XVI, elas ternaram-se uma característica marcante de nova cozinha europeia, tendo os mais diversos recheios, como queijo, cerne, peixe, ovo e verdura. Nesse período, as pessoas não tinham forno em casa, ficando a cargo dos artesãos confeiteiros o preparo e venda das tortas já prontas.

torta salgada

A PIZZA temperada com azeite e ervas espalhou-se pelas terras do Mediterrâneo. Na Idade Média, passou de um produto dos nobres a uma refeição popular, sendo doce ou salgada. Com o descobrimento da América, o tomate chega à Europa e assume seu lugar na história das pizzas. Entre os séculos XVIII e XIX, na cidade de Nápoles, no sul da Itália, tornou-se o prato preferido dos napolitanos, que acabaram por criar a mais famosa delas, a pizza Margherita, feita com tomate e manjericão, que recebeu esse nome em homenagem a rainha Margherita di Savoia, durante sua visita à essa cidade, e ostentava as cores da bandeira italiana.

Para se obter o cozimento perfeito das pizzas, as mesmas deveriam ser assadas em forno a lenha e em seguida eram vendidas nas praças, mas com o inconveniente de que chegavam quase frias. Mas como eram muito mais saborosas se consumidas quentes, foi criado o hábito das pessoas se reunirem ao redor dos fornos, que receberam o nome de pizzarias.

pizza 2

A característica mais importante das pizzas, focaccias e tortas salgadas é que elas desempenham os mais variados papéis em uma refeição. Pizza pode ser servida como prato principal ou como tira-gosto quando cortada em pequenos pedaços. Tortas salgadas podem ser a estrela de um prato, acompanhadas de uma salada, ou podem ser uma delicada entrada para abrir o apetite. As focaccias, dependendo do recheio, fazem as vezes de lanche ou petiscos, quando cortadas em pedacinho.

Então vamos deixar nosso final de semana mais saboroso. Corram para cozinha pessoal.

Bom final de semana a todos.

PIZZA DE CARNE SECA

8 pedaços

Ingredientes

  • 1 disco de massa de pizza
  • 400 g de carne seca desfiada
  • 200 g de mussarela ralada
  • ½ cebola picada
  • 100 g de requeijão
  • 1 pacote de molho de tomate
  • 1 tomate fatiado
  • Manjericão a gosto
  • Azeite de oliva para refogar
  • Azeitona preta para decorar.

Modo de preparo

  1. Deixe a carne seca de molho, em uma tigela com água durante 1 hora para dessalgar.
  2. Em uma panela, coloque um pouco de azeite, a cebola e refogue a carne.
  3. Distribua o molho de tomate pela superfície da massa, espalhe a carne seca e coloque o queijo e o requeijão.
  4. Antes de ir ao forno, derrame um fio de azeite.
  5. Depois de assada enfeite com algumas azeitonas pretas.

Rodrigo Carletti

FOCACCIA DE ALECRIM

Ingredientes

  • 140 ml de água
  • ½ colher (sopa) de fermento biológico seco instantâneo para pães (granulado)
  • 1 ½ colher (sopa) de açúcar
  • ½ colher (sopa) de sal
  • ¼ xícara (chá) de azeite para a massa
  • 1 fio de azeite para regar por cima
  • 250 g de farinha de trigo
  • Sal grosso

Modo de preparo:

  1. Primeiro misture o açúcar, o fermento a água morna e 2 colheres (sopa) de farinha de trigo (que você retira da quantidade total indicada). Deixe descansar por 10 minutos.
  2. Agora junte o azeite e o sal e vá adicionando a farinha aos poucos. O ponto correto da massa é levemente pegajosa. Deixe a massa crescer coberta com um pano por 20 minutos, mas se onde você mora não estiver quente o suficiente esse tempo pode dobrar.
  3. Unte uma fôrma de 24 cm X 18 cm com azeite, ajeite a massa no fundo e deixe descansar novamente por 15 minutos. Faça furinhos usando a ponta dos dedos, espete um raminho de alecrim em cada orifício, salpique sal grosso e regue com azeite. Leve ao forno preaquecido em 200°C por aproximadamente 35 minutos, ou até dourar a superfície.

focaccia de alecrim

 

QUICHE DE MILHO COM ALHO-PORÓ

10 porções

Ingredientes – Massa

  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (chá) de sal
  • 125 g de manteiga gelada
  • 1 ovo
  • Água gelada (se necessário)

Ingredientes – Recheio

  • 8 ovos
  • ½ xícara (chá) de creme de leite fresco ou nata
  • 150 g de queijo cheddar ralado
  • 3 alhos-porós pequenos
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 3 espigas de milho
  • Sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto

Modo de preparo – Massa

  1. Misture a farinha de trigo com o sal.
  2. Misture a manteiga com a farinha e o sal até formar uma farofa.
  3. Adicione o ovo para dar liga. Adicione a água gelada, se necessário, até a massa se formar em uma só.
  4. Abra em uma superfície enfarinhada até que caiba em uma fôrma de fundo falso. Fixe bem a massa na fôrma e retire o excesso de massa das bordas.
  5. Leve ao freezer por 30 minutos.

Modo de preparo – Recheio

  1. Em uma tigela coloque os ovos, o creme de leite e o queijo. Misture bem com um fuet e reserve na geladeira.
  2. Fatie em fatias finas os alhos-porós. Refogue em uma frigideira com a manteiga até dourar (+/- 7 minutos).
  3. Cozinhe as espigas de milho, em seguida retire todo o milho das espigas.
  4. Adicione o alho-poró e o milho ao creme reservado. Tempere com sal e pimenta-do-reino.
  5. Coloque sobre a massa e leve para assar em forno preaquecido a 200°C por 45 minutos até ficar bem dourado.
  6. Frite algumas folhas de sálvia para decorar.

quiche de milho com alho poró

Mariana Braz

Sobre Mariana Braz

Médica veterinária e gastróloga. É de Cascavel, Paraná.

Todos os posts

Posts Aleatórios

Mariana BrazPIZZAS, FOCACCIAS E TORTAS SALGADAS

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *