Arquitetando Estilos

Sobre sentir

Se não é sobre sentir o que as artes se resumem, eu não sei o que são as artes. Sentir uma música, um filme ou uma peça de teatro. Se emocionar vendo um quadro ou uma fotografia que fica na nossa mente aquela imagem e não desgruda até na hora de dormir. Se arrepiar com um show, saborear um prato preferido. Muitas são as expressões artísticas e, também, suas consequências em nós.

Sobre sentir. Quando penso nisso, me vêm o monólogo final do pai de Elio (o professor Perlman) do longa ‘Me chame pelo seu nome’. Diz o pai ao filho que está com o coração partido:

– Arrancamos tanta coisa de nós mesmos para nos curarmos mais rapidamente das coisas que aos 30 anos já estamos falidos e temos menos a oferecer cada vez que começamos com uma pessoa nova. Mas insensibilizar-se para evitar qualquer dor – que desperdício!

Que desperdício não sentir. No monólogo, o pai de Elio fala sobre um relacionamento entre duas pessoas. E por que um relacionamento não pode ser, também, uma expressão da arte? Incontáveis são os amores que foram eternizados em canções, fotografias, filmes, pinturas, poemas…

Na coluna de hoje, muita arte, um café e um desejo: que você sinta tudo o que os momentos têm a oferecer.

Música

Fui a primeira vez ao show do Lulu Santos quando ainda mostrava nos dedos minha idade. Meu pai me levou ao espetáculo e fiquei, junto a um amigo, na frente do palco – pelos nossos tamanhos, as pessoas se sensibilizaram em ceder seus lugares privilegiados. O tempo passou e ainda guardo a palheta que Lulu jogou no meio do show e eu peguei. Hoje, escrevo sobre sua vinda para Curitiba.

Dia 27 de abril, no Teatro Guaíra, a turnê “Toca Lulu” chega a capital com apresentação única. Os ingressos já podem ser comprados e custam a partir de R$116.

O evento Coolritiba acontece no dia cinco de maio e promete música, arte e sustentabilidade. Serão mais de 20 artistas reunidos na Pedreira Paulo Lemisnki. Eles estarão divididos em 3 palcos: Palco Cool, Arnica e Paradis.

Sendo o palco principal, o Palco Cool, recebe os artistas: Mano Brown, Pitty, Emicida, IZA, Baiana System, Anavitória feat Sandy e Outroeu, Maneva, Jenni Mosello, Nação Zumbi e Black Alien e Francisco El Hombre.

Nos palcos Arnica e Paradise estarão os artistas: O Terno, Rincon Sapiência, Scalena, Trombone de Frutas e Dingo Bells (no Arnica) e Dream Team do Passinho, Só o Soul Salva!, DLY, Dance Like Yourself, Clube do Passsinho Baile Charme e Brasilidades (no Paradis).

CeeLo Green que estava como atração principal internacional, cancelou sua vinda para turnê no Brasil por questões de logísticas. O músico faria sua participação com a cantora IZA.

Os ingressos ainda podem ser comprados no site do evento. Entre o primeiro e o segundo lote (dependendo da seção que se compra), os valores variam de R$132 a R$550.

Começa no dia 25 de abril as vendas para três shows de Chico Buarque em Curitiba. O cantor se apresentará nos dias dois, três e quatro de agosto no Teatro Guaíra. Afastado desde 2012 dos palcos, o artista se apresenta com a turnê Caravanas. Os ingressos podem ser adquiridos pelo Disk Ingressos.

Cinema

24 longas e curtas-metragens serão exibidos na mostra de cinema argentino contemporâneo Histórias Extraordinárias. Até o dia 24 de abril, é possível conferir na Caixa Cultural Curitiba os filmes que deram início ao movimento “nuevo cine”. Terão obras premiadas em festivais, palestras e debates com cineastas e especialistas. É preciso retirar os ingressos meia hora antes do início das sessões que se dividem em 15h, 17h e 19h. O valor do ingresso é de R$4 a entrada inteira e R$2 a meia.

A programação dos filmes pode ser encontrada no site da Caixa Cultural em goo.gl/KV37Ts.

Literatura

A escritora Martha Medeiros vem a Curitiba para o lançamento do livro “Quem diria que viver ia dar nisso”. O evento acontece no shopping Palladium no dia 25 de abril as 19h30 na Livrarias Curitiba e também está programada uma sessão de autógrafos. A autora publicou livros como “Feliz por nada”, “Doidas e Santas”, “A graça da coisa” e vários outros. Suas obras já foram adaptadas para o teatro, a televisão e o cinema.

Ps: O livro “A graça da coisa” eu dei para a minha de presente há muitos anos – ela adorou.

Café & Gastronomia

Curitiba recebe o Restaurant Week que está comemorando sua 17° edição. O tema da vez é a culinária internacional, com foco principalmente nos países que participarão da copa da Rússia 2018. Os destaques estão sendo para os pratos franceses e argentinos. Serão mais de 30 restaurantes participantes e os preços variam de R$46,90 e R$58,90. O evento começa no dia 19 de abril e vai até 12 de maio.

Como prometido, o café que fui há pouco tempo e que posso indicar tranquilamente é o Rause. Diferentemente do que imaginei, a palavra não é uma brincadeira com house (casa) em inglês. Na verdade, a inspiração para o nome vem da palavra em norueguês que significa “generosos”. Com a proposta de ser um lugar para café+vinho, o Rause pode ser desde uma sala de estar até uma sala de jantar ou escritório – quando fui vi pessoas tendo diferentes momentos lá como conversando com um amigo, tendo um encontro ou trabalhando no computador.

O lugar é lindo e o cardápio pode ser visto escrito em toda uma parede em giz de cera. É possível comer comidas mais pesadas ou mais leves, dependendo de como está o dia de cada um. O atendimento é bom e o preço é justo. Se você está na correria do dia a dia, o lugar é ideal para uma refeição “fora de hora” ou tomar um bom vinho a qualquer momento do dia. O atendimento é das 9h da manhã até as 23h de segunda a sexta-feira e nos finais de semana e feriados das 11h as 18h.

Teatro

A peça que indico mistura o rock, o universo infantil e grandes estrelas da música. Rock para pequenos narra a história de Joca que se desprendeu de sua criança interior. Na história há uma fada chamada Fred Mercury e uma narradora que atende por Janis Joplin. As apresentações vão acontecer no Teatro Regina Vogue entre os dias 21, 22 e 28 de abril as 16h. Mesmo sendo uma peça do gênero musical infantil, ela é dedicada para todos aqueles que buscam encontrar a criança que existe em cada um de nós.

Exposição

A artista Carol W chega na capital com a exposição A escuridão que me clareia. Até o dia 26 de maio no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler De França, é possível conferir o que se dá para fazer com materiais recolhidos de devastações provocadas por temporais. São esculturas em papel machê de figuras humanas e insetos coloridos. A entrada é franca e é possível fazer uma doação de um livro infantil ou um litro de leite.

Se você tem uma sugestão, escreva para mim. Críticas e elogios também são bem-vindos. Expressar aquilo que se sente também é terapêutico e tranquilizador.

Até a próxima!

Eduardo Martinesco.

Eduardo Martinesco

Sobre Eduardo Martinesco

Estudante de Jornalismo, Curitiba - PR.

Todos os posts

Posts Aleatórios

Eduardo MartinescoSobre sentir

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *